O relato fulminante de Marco Aurélio Vitale, ex-diretor da empresa de Lulinha

Ele não foi preso, nem é delator. Portanto, não foi “torturado” para revelar as tramas e tramoias cabulosas sobre os negócios e negociatas de Fábio Luís Lula da Silva, o abominável “Lulinha”.

Trata-se de Marco Aurélio Vitale, ex-diretor das empresas de Lulinha e seus ‘comparsas’, Jonas Suassuna, Fernando Bittar e Kalil Bittar.

Todo um arsenal de arquivos e documentos que atestam a veracidade de suas denúncias foram entregues pelo próprio Vitale para a Polícia Federal do Paraná e para a Força Tarefa da Operação Lava Jato.

Os negócios milionários, os contratos sem nenhuma lógica comercial e as operações suspeitas que faziam jorrar milhões em empresas de fachada que nada produziam.

Para complementar e dar ainda mais substância a seus fulminantes relatos, Marco Aurélio Vitale escreveu um livro sobre o assunto, onde narra tudo minuciosamente.

“O Sócio do Filho” desvenda as sociedades e negócios milionários espúrios que foram realizados por Lulinha e seus sócios, através da influência política do ex-presidente Lula.

O grupo criminoso também teria realizado negócios fraudados com o governo do Rio de Janeiro na gestão Sérgio Cabral e com a prefeitura da cidade na gestão Eduardo Paes.

da Redação

Comentários