Petista ligado à Palocci é delatado por hacker (veja o vídeo)

Após entregar à Polícia Federal (PF) o celular utilizado para se comunicar com o pseudojornalista Glenn Greenwald, o hacker Luiz Molição deu sequência em seu acordo de delação premiada entregando o nome de outras três pessoas que estariam envolvidas na invasão de celulares de autoridades.

Segunda a Veja, um dos envolvidos seria um militante petista ligado à família do ex-ministro Antônio Palocci.

Molição ficou preso durante 76 dias na superintendência da Polícia Federal em brasília e foi solto após a homologação de sua delação no último dia 3. Ele foi o responsável por explicar ao militante travestido de jornalista, Glenn Greenwald, que tipo de material estava em posso da organização criminosa.

A PF deve se debruçar nos próximos dias sobre as novas pistas obtidas através do acordo com Molição. Também deve ser entregue nos próximos dias o relatório final da investigação.

Confira o comentário sobre o assunto dos jornalistas José Maria Trindade e Felipe Moura Brasil no programa os Pingos nos Is da rádio Jovem Pan:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários