Seguindo recuperação da economia, “risco Brasil” cai novamente e é o menor em sete anos

Nesta sexta-feira, 13, o ‘risco país’, nome informal dado ao CDS - índice que mede a probabilidade de um país dar calote em sua dívida externa - baixou de 102,97 para 100,89. É o menor índice desde novembro de 2012, quando havia chegado a 100,25. Durante o dia o indicador chegou 99.

O CDS é responsável por demonstrar a confiança de empresários e investidores estrangeiros no país, ou seja, quanto menor o índice, maior a confiança de investidores para realizar aportes financeiros em empreendimentos no país.

Comparada a governos anteriores, a confiança está em alta. Em 2015, o CDS chegou a 494. Em 2003, ultrapassou surpreendentes 2 mil pontos. O que comprova que empresários não estavam confiantes no futuro do país devido às políticas econômicas do governo Lula e à crise gestada no governo Dilma.

da Redação

Comentários