TCE

Promotor questiona usuária de drogas porque ela não rouba direto do traficante e resposta expõe a lógica do crime

Nos últimos dias vem repercutindo o caso de uma audiência feita na cidade de Caxias do Sul - RS. O promotor de Justiça Cristiano Mourão, publicou em suas redes sociais parte do interrogatório feito com uma meliante que cometeu uma tentativa de furto na loja Renner em um shopping de Caxias e posteriormente confessou que praticou o ato para comprar drogas.

No interrogatório o promotor questionou o motivo pelo qual a meliante - já reincidente - ao invés de roubar a Renner não tentou roubar diretamente o traficante.

“O quê?!!! Como vou fazer uma coisa dessas?”, respondeu a ré.
“- Da mesma forma, ué! Se a senhora foi capaz de ir até outro lugar para roubar um terceiro inocente para conseguir dinheiro para crack, não seria muito mais fácil "roubar" uma pedra diretamente do seu traficante?” Exclamou o promotor,
“- Capaz, doutor! Quem é que pensaria numa loucura dessas?!!! Traficantes estão sempre armados... Aí ele me mata!”, disse a ré.
“Sem mais perguntas!”, replicou Cristiano.

A postagem gerou repercussão nas redes sociais e inclusive famosos compartilharam a publicação, como Roger Moreira, vocalista da banda Ultraje a Rigor e conservador, assíduo na internet.

“O criminoso sempre escolhe seu caminho pesando custos e benefícios. Diante do risco de uma punição que lhe doa, ele é plenamente capaz de refrear seu ímpeto delinquente. Diante do risco de ser pego pela pífia justiça brasileira, ele opta por delinquir”, finalizou o promotor sobre o caso.

Veja a postagem:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários