assinante_desktop_cabecalho

Com a criação da ‘ID Estudantil’, UNE perde cerca 80% de arrecadação: “acabou o monopólio” (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A União Nacional dos Estudantes (UNE), através de sua prestação de contas, mostrou que 80% de sua receita vem da emissão de carteirinhas estudantis, um documento que assegura o direito do estudante pagar meia entrada em shows e eventos culturais.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, lançou em novembro a ‘ID Estudantil’, a modalidade online e sem custo para o estudante obter sua carteirinha estudantil - através de um aplicativo para smartphones - o que facilitou a vida de universitários em todo o país.

A UNE cobra R$35,00 + valor da entrega por cada carteirinha. Em 2017 a arrecadação chegou a 14,3 milhões, cerca de 80% do valor total de recebimento de verbas.

O presidente da UNE, Iago Montalvão, disse que a criação da ID Estudantil irá atrapalhar vários setores, como diretórios acadêmicos e entidades estaduais.

“Iniciativa demagógica [...] [serve para] retaliar e perseguir as entidades estudantis”, afirmou Iago Montalvão, sobre a ID Estudantil.

Em contrapartida, Abraham Weintraub declarou que a ID Estudantil:

“- Quebra a máfia dessa tigrada que é a UNE” e
“- Acabou o monopólio”.

Confira a opinião do ministro:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar