assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Prefeitura usa teatro infantil para difundir ideologia de gênero

Teatro faz parte da Estação da Cidadania, construída com verba do Governo Federal

Ler na área do assinante

Inaugurada no último dia 21/12, em Santos, a Estação da Cidadania estreou seu teatro com a peça infantil "Procurando Firme", inspirada no livro homônimo de Ruth Rocha, educadora renomada no Brasil. O livro, segundo a própria autora em seu site, visa a apresentar o feminismo para crianças de 7 a 9 anos.

A peça apresenta estereótipos de homem e mulher, os quais, ao longo do roteiro, vão sendo desconstruídos até à inversão de papéis, com a princesa fazendo papel de príncipe. É ideologia feminista sendo propagada com o uso de dinheiro público, deformando o imaginário das crianças.

O secretário especial de cultura, Roberto Alvim, um dos diretores de teatro mais premiados do Brasil, assistiu à peça e não ficou nada contente, mais pelo conteúdo do que pela grosseria da diretora, que no final subiu ao palco para agradecer às autoridades presentes fingindo que ele não existia.

Estações de cidadania são espaços destinados a atividades culturais, esportivas e de assistência social em áreas de instabilidade social. São construídas por meio de parceria entre o Governo Federal e os municípios. A de Santos, no bairro Jardim Castelo, tem 7 mil metros quadrados, contendo quadra esportiva, biblioteca, cinema, teatro e espaços de assistência social.

A estrutura é muito boa e importante para os jovens dessas áreas, mas o conteúdo ofertado às crianças precisa ser discutido de forma transparente e democrática, respeitando os valores das famílias, pois, do jeito que está, só serve à difusão ideológica, subtraindo a inocência das crianças.

E na sua cidade, a estação da cidadania mesmo ou é estação da ideologia?

Veja o vídeo:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários

Notícias relacionadas