Sininho defendeu soltura de Fauzi, o suspeito do “atentado” contra o “Porta dos Fundos” (veja o vídeo)

A extrema-imprensa tentou criar um vínculo entre Eduardo Fauzi e o governo.

O cidadão teria se filiado ao PSL em 2001, portanto há 19 anos, quando Bolsonaro nem sonhava em integrar o partido.

Pois bem, um vídeo de “Sininho”, ativista com ligações com o PSOL, líder do grupo de black blocks, revela os verdadeiros envolvimentos de Fauzi como ativista.

Sininho aparece defendendo o companheiro e clamando por sua soltura (na época ele estava preso). Para tanto, ela anuncia greve de fome de outros integrantes do movimento, como instrumento de protesto.

Parece óbvio que se realmente houve atentado, não partiu de nenhum movimento de direita.

Ou será que tudo não passou de armação?

Ou ainda, será que tudo não passou de mais uma piada sem graça de Duvivier?

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários