Rede Globo atinge situação dramática, funcionários se rebelam e marcam protesto

As mudanças na Rede Globo que resultaram em demissões e cortes de gastos estão gradativamente alcançando todos os setores da empresa.

Um fato inédito está sendo planejado e deve acontecer no próximo dia 10 de janeiro, em São Paulo. Um ato de protesto de funcionários contra mudanças em planos de saúde, demissões e cortes feitos e ou anunciados pela emissora.

Jornalistas também estão protestando, principalmente com relação à modificações no regime de contratação.

Em grupo de funcionários da Globo, está circulando a seguinte mensagem:

“Os funcionários da TV Globo vão fazer história! No dia 10/01/2020 faremos uma paralisação geral. Fecharemos as duas entradas da TV Globo São Paulo para reivindicar nossos direitos.”

Segundo o colunista Ricardo Feltrin, especialista em bastidores de TV, há dois grupos de insatisfeitos com a emissora: aqueles que querem discutir apenas as mudanças nos planos de saúde; e os que reivindicam, além disso, a reabertura da convenção coletiva - que eles afirmam que a emissora vem travando desde 2018.

A Central Globo de Comunicação nega que as mudanças contratuais em planos de saúde irão prejudicar funcionários ou causar interrupção ou mudança em tratamentos.

O fato notório é que a crise parece ter chegado a todos os setores da emissora. A Globo efetivamente entrou em parafuso.

Fonte: UOL

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários