Bolsonaro critica a extrema imprensa em frente a jornalistas: “Não sabem nem mentir mais" (veja o vídeo)

Na manhã desta segunda-feira, 6, o presidente Jair Bolsonaro, em sua tradicional conversa com populares na saída do Palácio do Planalto, criticou a ‘extrema imprensa’ brasileira e disse que a “raça (jornalista) está em extinção” portanto deveria ser encaminhada ao Ibama.

Bolsonaro criticou o “Uol/Folha”, pela fake news criada na semana passada. Na matéria citada, o site de notícias vinculou o presidente a utilização do “fundão eleitoral em 2014”, porém o fundão foi criado apenas em 2017.

“Eu quero que vocês sejam realmente uma força importante no Brasil. É importante a informação e não a desinformação ou fake news”, afirmou o presidente.

O presidente disse que alguns setores da imprensa estão tão acostumados com as fake news que “não sabem nem mentir mais”. Bolsonaro salientou que não é toda a imprensa que é assim.

“Não recebo mais papel de jornal ou revista. Quem quiser que vá comprar. Porque envenena a gente ler jornal. Chega envenenado”, falou Bolsonaro, que mandou cancelar todas assinaturas de jornais e revistas

Sobre a Folha, o presidente reservou um comentário especial:

"A Folha sabe exatamente o 'corte' entre a verdade e a mentira, Só que usa a mentira."

Confira:

da Redação

Comentários