Um distinto cavalheiro: Vereza dá conselho para a “colega” Fátima Bernardes

A presença de Carlos Vereza nas redes sociais é realmente encantadora.

Decência, justiça e lucidez, traduzem suas postagens.

Um homem polido, experiente e educado.

Assim, ante aos inevitáveis ataques que a apresentadora Fátima Bernardes vem sofrendo, em razão do lamentável e inadmissível episódio de apologia às drogas ocorrido em seu programa matinal na Rede Globo, coube a Carlos Vereza dirigir-se à “colega” para lhe dar um precioso conselho.

Eis o texto publicado pelo ator:

“A cantora (?) Ludmila fez apologia da maconha às 11 horas da manhã, num clipe, desfilando entre vegetação de cor...verde.
A (?) letra e música, não deixam dúvidas sobre o destemido manifesto.
Segundo o Código Penal, fazer apologia de drogas é crime.
Pediria, educadamente, à estimada colega, Fátima Bernardes, que não mais permita esse tipo de afronta aos que assistem a seu programa.
Dando o benefício da dúvida à Fátima, um apresentador em geral, convida um cantor (a), mas não questiona o repertório do mesmo (a).
Mas cabe uma providência: afinal o que a ( sic) cantora protagonizou, foi a indesculpável apologia de uma droga!
Já sei que a turma do ahin...vai dizer que estou propondo a censura da valorosa intérprete.
Posso retrucar que o clipe tem tudo a ver com a pauta do marxismo cultural.”

Vereza é um gigante!

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários