Salim Mattar anuncia meta de R$150 bilhões para 2020, com mais de 300 empresas privatizadas

O secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou que a meta de arrecadação para este ano é de R$150 bilhões.

Em 2019 foram R$105,4 bilhões arrecadados, com vendas parciais de estatais e demais empresas vinculadas ao governo. Quase metade do total, R$ 50,4 bilhões, se deve a Petrobrás, que se desfez de subsidiárias de distribuição e de gás.

Atualmente esses recursos serão retirados de mais de 300 empresas das 624 totais. Através da privatização total, parcial ou vendas de parcelas minoritárias.

Mattar disse que a meta para 2020 é “ousada”, e reiterou que o Banco do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal e Petrobrás não serão privatizados, os Correios sim, entretanto o processo envolvendo os Correios será o último a ser avaliado.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários