“O papa Francisco foi eleito dentro de um acordão da esquerda", dispara analista político (veja o vídeo)

Na última parte da entrevista exclusiva para a TV Jornal da Cidade Online, Alfredo Bessow continua sem papas na língua! Confira a seguir alguns destaques:

“Tem ministro trabalhando pra caramba, como nunca trabalhou. Tem coisas que nunca foram feitas e estão acontecendo, problemas que nunca tinham sido solucionados, estão sendo solucionados. Você pode não gostar da Damares, mas negar o trabalho que essa mulher está fazendo?! Você pode não gostar do Ernesto, do chanceler, mas, pera aí! Aquele Itamaraty é um ninho de cobras rosas! Queriam um Amoêdo no governo? Uma gelatina no governo? Mais do mesmo?”

“Eu defendo que se termine com o fundo eleitoral e o partidário. Veja bem, se você tem um filho, e quer colocá-lo numa escola melhor, é você que tem que pagar. Por que eu tenho que pagar o desejo de um deputado estadual em ser federal? E se um partido quer se mantido, que seja por seus filiados.”

“O papa foi eleito dentro de um acordão da esquerda. A saída do Bento XVI é para tentar frear os conservadores. O papa não vai se manifestar [sobre a perseguição aos cristãos], porque ele, na minha opinião, tem pouca preocupação litúrgica. Ele é mais comprometido com aspectos políticos, bastar ver que ele aborda a questão do incêndio na Amazônia e não aborda a questão do incêndio na Austrália.”

“Não temos separação de poderes no Brasil, temos uma situação assustadora. O judiciário legisla, determina, faz de tudo. O legislativo cria leis, executa, derruba, governa. O TCU, que é um depósito de ex-políticos, a mesma coisa, o Ministério Público também. O Bolsonaro, que foi eleito por mais de 50 milhões de votos, na verdade, é só o que paga a conta.”

Confira a entrevista:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários