Senadores querem tirar de Bolsonaro o direito de escolher ministro do STF (veja o vídeo)

O jornalista e analista político, Augusto Nunes, criticou a tentativa de alterar o modo de escolha de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), visando tirar da mão do presidente Jair Bolsonaro a tarefa.

“Nada no Brasil é tão ruim que não possa piorar… Como é que os advogados que frequentemente atuam no supremo defendendo causas, podem escolher um ministro que vai julgar os casos em que eles atuam?”, questionou o jornalista.

Augusto Nunes também acha uma afronta, os próprios ministros do STF, que não param de fazer “bobagem” e que não tem nenhum compromisso com a Justiça - segundo o jornalista - escolherem o futuro ministro.

A PEC para a mudança foi apresentada pelo senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e por Lasier Martins (Podemos-RS), conforme a proposta do texto divulgado, a indicação dos ministros seria feita a partir de uma lista tríplice, com nomes indicados pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pela Procuradoria Geral da República (PGR) e pelo próprio STF.

A oposição está temerosa quanto a indicação do presidente Jair Bolsonaro, que deve escolher alguém com ímpeto virtuoso e sem papas na língua. Está circulando na mídia que o atual ministro da justiça, Sérgio Moro, poderia estar sendo cotado para assumir o cargo.

Será esse o motivo de desespero da oposição?

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários