PM Gabriel Monteiro ‘converte’ feminista que chora ao perceber que aborto é horrível (veja o vídeo)

Nesta sexta-feira, 17, o Policial Militar, conservador ferrenho e youtuber, Gabriel Monteiro, postou um vídeo em suas redes sociais em que convence uma feminista de que o aborto é negativo à sociedade. A jovem chorou ao perceber e entender a gravidade do crime.

“Quando isso acontece (gravidez indesejada) não é o homem que tem que arcar com as despesas da criança, é a mulher que vai ter que arcar”, falou a feminista.

Gabriel indagou a moça dizendo que existe lei para o homem pagar pensão, porém a jovem afirmou que seu pai não paga a sua pensão a dois anos.

“Ele deveria estar preso”, disse o PM.

A jovem salientou que no Brasil a jurisprudência “não é tão fácil assim”, citando as dificuldades de contratar um advogado.

“E você acha certo... porque o seu pai não paga a sua pensão, te matar?", questionou Gabriel.
"Não" -, respondeu a garota.
"Então porquê vou matar um feto que está na barriga da mãe, porque o pai não quer assumir?" retrucou o youtuber.

Depois de um breve silêncio, a feminista disse:

“Não sei.”

Gabriel percebeu os olhos da garota lacrimejando e a questionou o porquê de estar assim, ela respondeu que estava “lembrando de algumas coisas”. Com toda a sensibilidade, o PM a fez refletir sobre como um bebê se sentiria sofrendo tal ato criminoso.

O youtuber enxugou os olhos dela enquanto reiterou que:

“O que o feminismo está te ensinando é uma banalização do sexo feminino. Você não merece o feminismo. Tem algum argumento contra isso?”.
“Não.”, concluiu a agora ex-feminista.

É de pessoas assim que o Brasil precisa. Gabriel demonstra a sua preocupação com a sociedade a cada dia que passa, e agora ‘salvou’ mais uma pessoa desse mal que afronta as estruturas das famílias.

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários