EXCLUSIVO - Doutrinação nas escolas: Pai mostra prova de história que é pura doutrinação Marxista (veja o vídeo)

A narrativa do pai:

“Certo dia, em dezembro do ano passado, fui auxiliar nos estudos da minha filha, que tem 14 anos e está cursando o 8º ano do ensino fundamental e me deparei com uma prova de história, que realmente “prova” materialmente que a doutrinação segue livre leve e solta nas escolas públicas pelo país afora.
O referido exame, cujo tema deveria ser a revolução industrial, serviu de pano de fundo para ensinar o que é “luta de classes”, quem são os “burgueses” e “proletários”, que “a revolução industrial foi algo muito ruim para a humanidade” e que o socialismo é “algo bom, que luta por uma sociedade mais justa e igualitária”, quando na verdade não é nada disso.
Ainda nessa prova, Karl Marx e Frederich Angels são considerados teóricos que lutaram contra as monstruosidades do capitalismo malvado, e a favor dos “proletários” e camponeses bonzinhos.”

O ministro Abraham Weintraub tem toda a razão quando fala sobre a doutrinação que é feita na mente dos estudantes, durante todo o ensino fundamental, no ensino médio e culmina com a doutrinação máxima feita nas faculdades.

É por conta desse tipo de comportamento ideológico partidário de inúmeros professores, mas que não é exclusividade deles, que o Brasil tem atingido níveis mundialmente vergonhosos na educação.

No exame divulgado no final de 2019, referente aos testes realizados em 2018, mostrou que o Brasil está em último lugar na América Latina.

Nossos alunos, no final do ensino médio mal sabem ler; se leem não conseguem entender o texto, e ainda por cima, são terrivelmente ruins em operações matemáticas básicas.

Na prática são perfeitos analfabetos funcionais. Quando chegam ao mercado de trabalho sentem toda sorte de dificuldades em se adequarem, pois são detentores apenas de diplomas, papéis inúteis que nada acrescentam em termos de conhecimento, tais quais os títulos “honoris causa” de Lula.

A esperança agora é que no próximo exame, que será aplicado em 2021, e com as novas políticas educacionais, o Brasil melhore, pois não tem como piorar mais.

Veja o vídeo da denúncia da prova doutrinadora:

Everson Leal

Radialista

Comentários