Hipóteses plausíveis e menos comentadas sobre a polêmica Roberto Alvim (veja o vídeo)

Quando Roberto Alvim surgiu no cenário da direita, tudo indicava que poderia ser um dos principais guerreiros do Governo Bolsonaro.

Diretor de teatro mais premiado do Brasil, conhecedor exímio da história da arte, ele seria um reforço numa das áreas mais importantes para a direita brasileira: a cultura.

Entretanto, na última quinta-feira, 16/01, um vídeo que copiou a estética do marketeiro Joseph Goebbels, Ministro da Propaganda na Alemanha Nazista, deu fim à passagem de Alvim à frente da Secretaria Especial da Cultura. Várias hipóteses foram levantadas: que ele fez de propósito para ser demitido; era um infiltrado tentando prejudicar Bolsonaro; foi alvo de sabotagem; entre outras.

No entanto, acho cedo para tirar conclusões e nem sinto urgência de tê-las. Em vez disso, prefiro analisar a hipótese que considerado mais plausível e menos comentada até agora.

Falo também sobre as reações da esquerda, da direita e o que podemos aprender com elas. Confira:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários