Trinta pontes de André Puccinelli colocam população em risco

Um homem que acredita piamente na impunidade e, sem constrangimento algum, detonou impiedosamente o dinheiro público, com muitas obras – todas de lastimável qualidade –farta publicidade e uma incalculável gastança.
Como é possível o descaso com o suado dinheiro do cidadão, que com esforço paga os seus impostos? 
Um governador que se notabilizou pela rigidez na cobrança desses impostos e pela negligência ou má fé na aplicação desses mesmos recursos.
Obras sem qualidade, sem o menor pudor de colocar em risco a população. É coisa intencional, uma verdadeira barbárie. 
Diante desse quadro, o atual governo resolveu fazer uma 'auditoria' para analisar o que aconteceu na ponte sobre o rio Santo Antônio.
Auditar o que?
Inconcebível uma ponte de concreto, com apenas três anos, desabar, num efeito dominó que chocou o Brasil.
É caso de polícia, merecedor de uma nova operação da PF ou do Gaeco. Tem que apurar as responsabilidades, ressarcir o estado e prender os culpados pela dilapidação do dinheiro público. Uma obra que exemplifica claramente o que foi o administrador André Puccinelli, um grande maquiador, especialista em fazer obras que só tem aparência, sem qualidade, que não suportam qualquer intempérie.
O detalhe angustiante é que existem mais trinta pontes construídas na mesma época, pelo memo governador, pelas mesmas empresas, com o mesmo projeto de construção...
Isto sem contar inúmeras outras obras desse administrador de fachada, que estão sendo consumidas pelo tempo, fora as que não foram concluídas, caso do famigerado aquário do pantanal.
Uma dura e cruel realidade. A população exige a punição dos larápios.
Lívia Martins
Faça contato e envie denúncias para: liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

                                                  https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS