Constatações que se evidenciam na relação entre Jair Bolsonaro e Sergio Moro

Bolsonaro e Moro estão se estranhando.... Vamos voltar quatro casas e analisar o Roda Viva?

Moro e Bolsonaro estão mais alinhados do que nunca.

Eles tem diferenças pontuais sim, principalmente pela falta de experiência política do Moro.... mas essas diferenças estão diminuindo cada vez mais ao passo que Moro está aprendendo muito como funciona Brasília.

Bolsonaro disse estar estudando a criação do Ministério da Segurança Publica: vamos começar do começo - essa ideia não vem do Bolsonaro. A ideia veio de secretários de segurança dos estados (sob articulação do Maia). Esses secretários estão desesperados com os números do Moro e querem ter protagonismo nos resultados que estão por vir.

Ou seja, Moro plantou, começou a colheita, mas na alta da safra quem quer colher são os secretários para ter protagonismo político... Bolsonaro apenas recebeu esses secretários e, politicamente, disse que levará a estudo...

E porque o Bolsonaro falou que estava estudando a criação, o que, indiretamente, seria um ataque ao Moro: Bolsonaro é político.... disse porque é político!

O maior “monstro” de Brasília não se chama Bolsonaro, se chama Moro... e Bolsonaro, espertamente, está sinalizando que Brasília pode contar com ele porque o governo é dele e não do Moro.

Ao fazer isso ele mata dois coelhos com um tiro só: se coloca na frente do Moro, protegendo-o e se aproxima de quem aprova seus projetos.

O que ele está fazendo não é para diminuir o Moro e sim para protegê-lo.

Pensem em como funciona uma floresta selvagem: Moro é um filhote no meio de raposas... Bolsonaro, como um leão, se colocou na frente de Moro e enganou as raposas.... essa não é a primeira, nem a última vez que isso acontecerá!

Não, o Bolsonaro recuou porque houve pressão popular, diria alguém mais afoito.

Amigos, se Bolsonaro recuasse por pressão, não aprovava o Fundão e o juiz de garantias. Entendam que não houve recuo porque, sequer, começou alguma coisa.... Bolsonaro está jogando e jogando bem!

Eu tenho um palpite (sim, é um palpite e posso estar errada): acho capaz de Bolsonaro lançar Moro como seu candidato em 2020. Moro, inclusive, mudou completamente de postura desde o início do ano. Está se comunicando com as massas e deixou o tom sereno para trás. Ele, agora, até faz piada com coisas que saem na imprensa. Ele está deixando a Toga de lado e virando político...

Bolsonaro talvez não aguente mais um mandato. Principalmente se insistirem com algum pedido de impeachment!

Aguenta se não tiver ninguém para colocar no lugar. Mas acho que se Moro estiver preparado, talvez ele se adiante e lance o Moro.

Mas isso só deve acontecer no final de 2021, início de 2022....

E até lá, muita água vai rolar....

(Texto de Flavia Ferrronato. Coordenadora Nacional do Movimento Advogados do Brasil)

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários