Após extradição de contrabandista, Moro comemora parceria com autoridades paraguaias

A parceria de segurança pública com o Paraguai tem dado resultados. Na último sábado, 25, a Polícia Federal (PF) divulgou a informação de que a recebeu de autoridades paraguaias, um brasileiro, chefe de organização criminosa, considerado um dos maiores contrabandistas de cigarros do Brasil, que se encontrava preso no país vizinho.

A entrega ocorreu na Ponte Internacional da Amizade em Foz do Iguaçu, no Paraná, divisa do Brasil com o Paraguai.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi às redes sociais neste domingo, 26, comemorar a parceria entre os dois países.

“Brasil e Paraguai seguem com forte parceria contra o crime organizado. Luiz Henrique Boscatto é considerado um dos maiores contrabandistas de cigarros para o Brasil, além de estar envolvido em outros crimes. Entregue pelas autoridades paraguaias,vai agora cumprir no Brasil sua pena”, escreveu Moro.

O bandido extraditado em questão foi alvo da Operação Contorno Norte, deflagrada em Maringá, no ano passado, e encontrava-se preso no Paraguai desde março de 2019.

Naquela ocasião, foi detido por autoridades paraguaias no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, tentando ingressar naquele país.

Confira as publicações:

da Redação

Comentários