Moro recorre para que Santa Cruz não fique impune por chamá-lo de “chefe de quadrilha”

Após pedido do ministro Sérgio Moro, o Ministério Público Federal (MPF) recorreu da decisão que absolveu o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, da denúncia em referência às ofensas proferidas por ele contra o ministro da Justiça e Segurança Pública.

O pedido foi realizado pelo procurador Wellington Divino Marques de Oliveira.

O presidente da OAB atacou e ofendeu Moro dizedndo que o ministro “age como chefe de quadrilha” e dizendo que o ex-juiz da Lava Jato tem “desvio de caráter”.

O juiz Rodrigo Bentemuller, da 15ª Vara Federal do Distrito Federal, foi quem negou o primeiro pedido apresentado pelo MPF contra Santa Cruz.

Wellington pede ao Tribunal Regional Federal (TRF) que a denúncia de calúnia seja aceita contra o presidente da OAB. Entretanto, dessa vez, não irá pedir o afastamento do presidente da Ordem.

Na semana passada o jornalista Augusto Nunes, ficou indignado ai saber que o Juiz havia rejeitado a ação contra Santa Cruz por ofensas a Moro,.

Augusto resumiu muito bem o sentimento da maioria dos brasileiros, veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários