Witzel, um moleque

Imaginemos que o Presidente em Exercício, Hamilton Mourão, tivesse falado qualquer palavra fora do tom na conversa gravada por Wilson Witzel e postada por ele em sua rede social, como dizer que não atenderia o pleito do Governador do RJ, ou que aguardaria o Presidente chegar para passar o recado, ou que tivesse feito uma brincadeira tosca sobre a cor ou gosto da água da CEDAE, ou algo do gênero.

Hoje teríamos uma crise monumental, plantada no seio do Governo Federal, com o Presidente da República fora do país.

A imprensa inteira exploraria o episódio, a relação entre Bolsonaro e Mourão sofreria um enorme desgaste, ou haveria problema institucional entre a União e um Estado da Federação (Rio de Janeiro).

Esse Witzel é um moleque, que infelizmente vai ficar ainda 2 anos e 11 meses envergonhando o Estado do RJ.

Ele é alguém que merece ser vaiado por onde quer que passe, sempre que sair às ruas.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários