Ele blefou, não abriu a boca e tem mais um pedido de liberdade indeferido

Delata Odebrecht! Abre a boca e conta o que sabe ou pretende mofar no 'xilindró'?

O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, negou na noite desta sexta-feira (8), mais um pedido de liberdade feito por Marcelo Odebrecht.

Marcelo Odebrecht vai continuar residindo numa cela de 12 metros quadrados.

Certo dia ele reclamou da escuridão no local e ouviu de um agente: 'Isso é uma cela. Você está preso'.

Marcelo Odebrecht foi denunciado em outubro pelo Ministério Público por suposto pagamento de R$ 137 milhões em propina, entre 2006 e 2014, em contratos de terraplenagem em diversas obras da Petrobras. 

Em dezembro do ano passado, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia negado, por 4 votos a 1, um pedido de liberdade apresentado pela defesa do empreiteiro. Desta vez, o ministro Ricardo Lewandowski considerou que, uma vez que Marcelo estivesse solto, continuaria a obstruir a instrução processual ligada à Operação Lava Jato.

Vale recordar que nos dias que antecederam a prisão de Marcelo Odebrecht, inúmeras ameaças foram feitas. O pai, Emílio Odebrecht, teve inúmeros acessos de raiva, ameaçou derrubar a República e escancarou todo o seu ódio com a célebre frase: “Se prenderem o Marcelo, terão de arrumar mais três celas, uma para mim, outra para o Lula e outra ainda para a Dilma.” Nada aconteceu.

Assim, daqui a dez dias Marcelo completa sete meses na prisão. A manutenção da prisão do bilionário é a clara percepção de que uma mudança de mentalidade  está acontecendo. É óbvio que muita coisa ainda precisa acontecer e que um país mais justo e mais decente, com menos corrupção e bandidagem, é uma lição que precisa ser exercitada cotidianamente, mas, de qualquer forma, a Operação Lava Jato é uma demonstração inconteste de novos tempos e de um novo Brasil, mais justo e com menos 'bandidagem'.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

                                            https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Comentários