De onde vem a fortuna da família Trad?

Nelson Trad, o velho patriarca, falecido em dezembro de 2011, advogado, famoso por sua oratória privilegiada, vice-prefeito de Campo Grande na década de 60, deputado estadual e deputado federal, nunca foi um homem rico. 
Também, nunca foi santo, mas nunca colocou o dinheiro como 'meta'. Pelos cargos que ocupou, pela fama conquistada, morreu 'pobre'.
Deixou um pequeno patrimônio em Campo Grande. Uma casa na rua Arthur Jorge e alguns imóveis na rua Padre João Crippa, onde num deles funciona o consultório do filho, o médico Nelsinho Trad.
Eis que um site de Campo Grande, estampa uma reportagem sobre a filha caçula de Nelson Trad, a psicóloga Maria Theresa Trad, com um sugestivo título: 'Linda, rica, de família influente e espancada pelo ex-parceiro durante gravidez'. Não iremos adentrar no mérito da matéria, um tema até interessante.
Vamos nos ater a uma parte da qualificação da protagonista da reportagem mencionada: linda e 'rica'. O que nos remete ao título: De onde vem a fortuna da família Trad?
Não receberam nenhuma herança milionária, a viúva meeira ainda é viva e o que receberam como herança foi dividido em seis ( Nelson Trad teve seis filhos com dona Therezinha Mandetta Trad).
Porém, hoje, todos os filhos de Nelson Trad são milionários, como atesta a reportagem em relação à caçula, que a rigor, ganha dinheiro apenas como psicóloga. Aliás, também fez um ensaio nua para uma revista, mas ganhou uma quantia extremamente insuficiente para se enriquecer.
As estruturas de campanha dos políticos da família demonstram o poderio financeiro, totalmente desproporcional às antigas campanhas do 'velho' Nelson.
Talvez, a resposta para a pergunta tenha nome e sobrenome: João Amorim. 
O futuro dirá e, uma vez comprovado, que a Justiça prevaleça.
Lívia Martins
liviamartins.jornaldacidade@gmail.com                                  

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS