O mago das finanças: Como Maia sobrevive de maneira abastada apenas com o salário de deputado?

Rodrigo Maia tem 5 filhos (1). E todos em idade escolar (menos o último, com apenas 2 anos, que obviamente deve ter uma babá olhando por ele).

É óbvio e notório que os menores não estudam em colégio público; então é razoável se supor que apenas com mensalidades escolares o parlamentar gaste por mês no mínimo uns R$ 10.000,00, além de material escolar, transporte dos filhos para o colégio, etc.

Não sei o que a esposa do auto-proclamado estadista brasileiro faz da vida, mas em um cálculo rápido conclui-se que com o colégio dos 4 filhos e o salário da babá já se foi quase a metade do salário de Rodrigo Maia como parlamentar, de pouco mais de R$ 30.000,00.

Na próxima eleição geral, de 2022, quando Rodrigo Maia não conseguir se reeleger para a Câmara dos Deputados, já sugiro que ele inicie uma atividade em que certamente vai ter enorme sucesso financeiro (pois estará desempregado).

A atividade é dar palestras (frise-se, palestras remuneradas) sobre os seguintes assuntos:

1. “Como fazer seu orçamento familiar caber em todas as suas despesas, muito maiores do que o que você ganha por mês”;
2. “Como multiplicar seu salário ganhando sempre a mesma quantia.”

Rodrigo Maia, que provavelmente nunca teve um emprego formal, e sempre viveu do salário de parlamentar, ficará rico com essas palestras, pois elas terão altíssima procura; ele provavelmente precisará até de um agente para cuidar da sua agenda.

Não tenho dúvida alguma em concluir que a grande massa da população brasileira adoraria saber o segredo de Maia para conseguir sustentar uma família de 5 filhos e ainda sobrar dinheiro no final do mês, para que todos vivam tão bem, em todo o conforto que apenas uma elite consegue.

(1) https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2018/01/31/interna_politica,934862/nasce-o-quinto-filho-de-rodrigo-maia-em-brasilia.shtml

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários