Destruição da família e criminalização do cristianismo (veja o vídeo)

A estratégia da esquerda na era Bolsonaro

Enquanto o governo Bolsonaro sofre boicote de todos os lados, até mesmo de setores da direita que reclamam de qualquer vírgula fora do lugar, a esquerda se reorganiza e traça estratégia para voltar ao poder.

Nos últimos dias, ao pesquisar a origem do vídeo de Amanda Palha, travesti que disse que o objetivo do movimento LGBT é destruir a família, encontrei o Seminário Internacional Democracia em Colapso, realizado no mês de outubro, no Sesc Pinheiros, Capital paulista. Amanda participou do painel Política, Família, Religião, onde deixa clara a estratégia de agir através dos evangélicos.

Neste vídeo, comento de forma resumida os elementos que já estão dando base às ações da esquerda e devem se intensificar daqui para frente, podendo culminar na criminalização dos cristãos que não se adequarem às expectativas da esquerda revolucionária, ou seja, que não venderem a alma.

O assunto é complexo, então apesar dos quase 30 minutos de vídeo, o tema está longe de ser esgotado e posso até ter deixado alguns raciocínios em aberto, mas tem aí uma introdução para várias discussões sobre guerra cultural, guerra política e ativismo político.

Confira:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

Comentários