Sergio Moro causa prejuízo milionário ao crime organizado e Bolsonaro comemora

Nesta quarta-feira, 05, o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, comemorou os números positivos alcançados por Sergio Moro no combate ao crime organizado. Bolsonaro salientou que em 2019 foram obtidos cerca de R$ 653 milhões em vendas de bens relacionados ao tráfico de drogas.

O aumento representou 44% em relação a 2018.

A verba foi arrecadada através de leilões com a aplicação da Lei 13.886, a Medida Provisória (MP) para a aceleração do uso de bens apreendidos de traficantes.

“Este ano serão leiloados 150 imóveis de traficantes que foram tomados pela justiça”, escreveu Bolsonaro.

Na lista de bens, estão inclusas duas fazendas no Mato Grosso (MT) avaliadas em R$ 10 milhões e dois apartamentos de luxo em Santa Catarina (SC), que são avaliados em mais de R$ 2,5 milhões. Todos pertencentes ao maior traficante de drogas do Brasil, Luiz Carlos da Rocha, o vulgo ‘Cabeça Branca’.

O benefício para a população faz parte do projeto Check in, apresentado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e tem como principal intuito enfraquecer as facções criminosas.

O valor arrecadado é utilizado para fortalecer a segurança pública, como as polícias fronteiristas e demais setores para o combate ao crime organizado.

Confira:

da Redação

Comentários