A nova Suzane (???): Junto com namorada, filha é suspeita de assassinato dos pais e irmão (veja o vídeo)

Um crime brutal vem chamando a atenção e estampando as páginas dos principais jornais de todo Brasil desde a última semana. Trata-se da morte de uma família moradora no grande ABC paulista.

O casal Romuyuki Gonçalves (44) e Flaviana Gonçalves (40) e o filho mais novo do casal Juan Gonçalves (15), foram brutalmente assassinados. Seus corpos foram encontrados em São Bernardo do Campo - SP, em uma estrada conhecida como “montanhão”, no dia 28 de janeiro.

Todos os cadáveres estavam carbonizados dentro do carro da família, que foi incendiado pelos bandidos.

A perícia constatou marcas de pauladas na cabeça de todas as vítimas, e agora trabalha para descobrir se a causa da morte foram as pancadas no crânio ou algum outro fator. A investigação comprovou a presença de sangue na casa da família em diversos cômodos.

O que mais chama a atenção no crime bárbaro é que a principal suspeita é a filha mais velha do casal Ana Flávia Gonçalves (24). Segundo a polícia, Ana Flávia e sua companheira Carina Ramos (31), são as mandantes do assassinato.

Ambas já estão presas juntos com mais três acusados pelo crime, Juliano - primo de Carina - Michael e Guilherme.

A investigação chegou a essa conclusão após os depoimentos das mentoras entrarem em contradição e depois da verificação das câmeras de segurança do condomínio onde a família residia.

Inicialmente a polícia trabalha com a hipótese de roubo seguido de morte, pois no momento do crime, além de Romuyuki, Flaviana e Juan o casal de lésbicas também estava na casa - se fazendo de vítimas - quando foram abordados pelos suspeitos.

Segundo o delegado Ronaldo Tossunian, os bandidos foram atrás de R$ 85 mil, entretanto só encontraram R$ 8 mil e logo após detectar que não havia mais dinheiro, Carina ordenou a execução dos sogros e cunhado.

A polícia ainda está analisando a fundo o envolvimento de cada um no assassinato e se realmente foi um latrocínio ou uma morte planejada e arquitetada pelas suspeitas.

Na noite do dia 27, às gravações das câmeras de segurança mostram o carro de Ana Flávia saindo do condomínio quatro vezes, entre as 18:16h e a 01:15, o que não era uma prática normal.

Uma câmera do lado de fora do condomínio, mostrou Carina sozinha com um capuz preto caminhando de um lado para o outro e se mostrando aflita ao conversar no telefone.

Logo após o crime na residência, Ana Flávia e Carina teriam ido a um posto de gasolina fazer um lanche e beber, mostrando extrema frieza. Assassinas psicopatas (?).

Segundo o tio de Ana Flávia, o único motivo para o crime tão desumano seria a herança deixada pelos pais da assassina, pois a mesma não poderia ter qualquer outro motivo, “tinha uma vida boa, teve de tudo e inclusive o pai pagava a faculdade de engenharia elétrica dela”.

Suzane von Richthofen, 18 anos depois, está fazendo escola… Infelizmente!

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários