Moro compartilha matéria sobre a “nova Suzane” e afirma que criminosos terão tratamento rigoroso

O ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP) Sérgio Moro, compartilhou em suas redes nesta quinta-feira, 06, o crime que vem estampando as capas dos principais jornais do Brasil.

O caso do assassinato da família do ABC paulista. Pai, Romyuki Gonçalves (44), a mãe, Flaviana Gonçalves (40) e o filho mais novo do casal, Juan Gonçalves de apenas 15 anos.

Tudo indica que a morte da família foi arquitetada pela filha, Ana Flávia Gonçalves (24), junto com sua namorada, Carina Ramos (31).

O ministro salientou - através de suas redes sociais - que a lei anticrime já vai começar a surtir seus efeitos, com tratamento mais rigoroso para crimes hediondos com resultado morte, como no caso do lamentável assassinato dessa família.

“Execução imediata do veredicto do Tribunal do Júri; - progressão de regime da pena, do fechado para o semiaberto, admitida somente após o cumprimento de metade da pena (podia ser mais tempo); - proibição de saída temporária durante o cumprimento da pena, a dita "saidinha"; e - elevação do tempo máximo de cumprimento da pena de 30 para 40 anos”, escreveu Moro.

O triste caso que chocou o país ainda está sendo investigado pela polícia. Nesta manhã, Ana Flávia confessou seu envolvimento no crime.

Como a promessa feita durante a campanha do atual governo, Moro confirma que criminosos não terão privilégios.

Confira:

Publicação de Sérgio Moro no Twitter
Publicação de Sérgio Moro no Twitter
Publicação de Sérgio Moro no Twitter
Publicação de Sérgio Moro no Twitter
da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários