Confie na polícia: Família é escoltada pela PM para transplante de coração do filho de 2 anos (veja o vídeo)

Por muito tempo as policiais militares, civis, federais e demais componentes da segurança pública foram desrespeitados e até marginalizados por líderes que não sabiam o valor que estes guerreiros de farda tem.

Isso está mudando, policiais estão sendo valorizados e acima de tudo respeitados pela nova gestão do Brasil e pela população.

Viralizou na internet um vídeo de uma família que foi escoltada por policiais militares (PMs) que faziam patrulhamento pela rod. padre Manoel da Nóbrega em São Paulo (SP) no intuito de inibir e/ou repreender roubos, furtos ou quaisquer atos ilícitos devido o congestionamento que se formava por causa do grande número de veículos que retornava para a capital do estado.

Por volta de 12h40 a viatura de um soldado da PM informou via rede de rádio que o uma família havia solicitado apoio dos policiais pelo km 274, informando que seu filho Heitor de apenas 2 anos e 4 meses estava no carro a caminho do hospital Instituto do coração (Incor), para uma cirurgia de transplante de coração e que não chegaria a tempo devido o congestionamento.

Rapidamente quatro PMs se deslocaram para auxiliar a família abrindo caminho pela rodovia.

Na gravação a mãe do pequeno Heitor, visivelmente emocionada, agradeceu a Deus pelo auxílio que recebeu da PM, pois o tempo máximo que o novo coração poderia esperar antes do transplante seria de 02h30 e devido o trânsito não seria possível chegar em tempo hábil.

Posteriormente o senhor Renato - pai de Heitor - fez contato com os policiais para informar que chegaram a tempo e que a cirurgia foi um sucesso, também agradeceu o apoio da polícia militar pela rapidez e eficiência, pois seu filho já havia passado por quatro cirurgias de peito aberto antes.

Exemplo como estes tem que ser glorificados e respeitados.

A população deve confiar na segurança pública.

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários