Vergonha: Depois de um enorme recesso, ano legislativo começa com Câmara dos Deputados vazia (veja o vídeo)

Depois de mais 45 dias de recesso, recomeçou o ano legislativo no Congresso Nacional.

Mas será que os deputados encheram a casa para começar a trabalhar? Claro que não!

Na primeira sessão de 2020, a Câmara registrou a presença de 65 dos 513 deputados.

Para Otoni de Paula (PSC-RJ), disse o seguinte:.

“Esse é meu primeiro grande recesso. Dizem que isso aqui só funciona depois do Carnaval. Já é uma vergonha nosso recesso. O governo precisa que as pautas caminhem, e não caminham porque os deputados estão parados. Tenho certeza que, com o tempo, vamos amadurecendo e aprendendo a fazer política com seriedade, como fazem os países de primeiro mundo, que só são de primeiro mundo porque têm políticos de primeiro mundo”.

Otoni de Paula puxando o pino de várias granadas

O deputado tem demonstrado ser um grande apoiador do governo Bolsonaro, disposto a defender o presidente em várias ocasiões. Em 2019, ele fez um vídeo denunciando que Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, usava a Polícia Civil para forjar conversas contra Bolsonaro. O parlamentar lembrou também que João Dória, governador de São Paulo, foi eleito na onda Bolsonaro, e agora trama contra o presidente eleito democraticamente. [Reveja a entrevista do deputado à TV Jornal da Cidade Online sobre o tema]

Recentemente, Otoni também denunciou os esquemas de Witzel na Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro). A população do Rio vem sofrendo há mais de 1 mês com uma crise no abastecimento de água, que está chegando suja e mal cheirosa nas torneiras cariocas.

Durante discurso na Câmara dos Deputados, Otoni disse que a Cedae mais uma vez está servindo a interesses políticos. E que Witzel nomeou, por indicação do Pastor Everaldo, Helio Cabral como presidente da Cedae. O novo dirigente demitiu 54 técnicos da companhia, que cuidavam diretamente do tratamento e controle da qualidade da água.

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários