Morre alemão morador de apartamento que explodiu no Rio

A explosão foi causada por um acidente em uma instalação de gás da cozinha.

O alemão Markus Muller morreu na madrugada desta quinta-feira (28) no Hospital Pedro II, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. 

Ele era morador do apartamento que explodiu em São Conrado, na Zona Sul, no dia 18. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram. Markus Muller teve mais da metade do corpo queimado e estava internado no Centro de Tratamento de Queimados da unidade.

A explosão foi causada por um acidente em uma instalação de gás da cozinha. O problema teria acontecido na peça conhecida como rabicho — cano de ferro que faz a ligação da tubulação de gás que fica na parede do prédio com o aparelho. Foi um acidente provocado pela a má instalação no rabicho de gás. 

A explosão aconteceu no dia 18 de maio e causou a destruição de apartamentos do Edifício Canoas, na Rua General Olímpio Mourão Filho, em São Conrado, na Zona Sul do Rio. Vários apartamentos foram danificados e quatro pessoas ficaram feridas — uma foi encaminhada para o hospital Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul, e três foram atendidas no local pelos bombeiros.

da Redação

Comentários