As ofensas do deputado do PSOL e a resposta do deputado Delegado Éder Mauro: “Sua mãe é uma bandida” (veja o vídeo)

Deputado — de-&*#§-do — do “PIÇOL” só conseguiu ofender, como sempre, a si próprio, ao seu partido (???) e à esquerda.

Respondeu o Ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, com a elegância e precisão de sempre:

“Deputado, o senhor não tem fatos nem argumentos. O senhor é um desqualificado para exercer esse cargo.”

Na sequência o Ministro respondeu “piçolisto”:

“Não existe nenhum fato que possa ser invocado contra meu trabalho no ministério da Justiça protegendo X ou Y em qualquer investigação! Quem protegeu milícia foi o seu partido na votação do projeto ...” E nesse momento o Ministro foi interrompido para impedi-lo de citar os fatos. A verdade dói.

Deputado Éder Mauro então gritou para o desqualificado:

“Sua mãe é uma bandida!“

Instalou-se a balbúrdia e a sessão foi encerrada.

Vamos aos fatos: a mãe do desqualificado deputado é a ex-prefeita de Nova Friburgo (RJ), Saudade Braga, e foi condenada em 1ª instância no processo 0005162-11.2010.8.19.0037, acusada de desviar dinheiro público. Afastada do cargo ela recorreu da decisão e acabou absolvida em 2ª instância pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), por unanimidade. Além disso, como saldo negativo de sua gestão, duas centenas de processos.

A esquerda é assim. Vive na corda bamba. No mínimo.

Veja o vídeo:

Lucia Sweet

Jornalista

Comentários