Plano ‘B’ de Lula e Dilma esmorece já na primeira investida

Jacques Wagner, plantado nos últimos dias como o plano ‘B’ de Lula e Dilma, parece que não terá condições mínimas de encarar a empreitada.


A opção começou a ser preparada para 2018, para a eventualidade da inviabilização de uma nova candidatura de Lula.

Porém, as denúncias contra o ex-governador da Bahia começaram a aparecer com extrema insistência, fragilizando prematuramente a sua pretensa candidatura.

A mais nova denúncia sobre os dois períodos de governo de Jacques Wagner na Bahia, dá conta que o seu secretário da pasta de Desenvolvimento Urbano, Manuel Ribeiro Filho, ex-diretor da OAS,  abriu a licitação de uma obra no valor de 584 milhões de reais que foi vencida pela própria construtora.

O empresário foi nomeado ao cargo pelo então governador do Estado Jaques Wagner (PT), cujas ligações com a OAS estão sob investigação da Operação Lava Jato.

Mensagens de texto do ex-presidente da construtora José Aldemário Pinheiro, o Leo Pinheiro, indicam que Wagner tratou de doações da OAS para a campanha do PT em Salvador em 2012. Um dos interlocutores das doações foi justamente Ribeiro Filho, que na época era diretor para o Nordeste da empreiteira.

Como secretario de estado, o ex-diretor da OAS teria privilegiado a empresa.

Das cinco maiores obras de infraestrutura iniciadas no governo Wagner, três foram ou estão sendo tocadas pela OAS. A Arena Fonte Nova (com a Odebrecht), a Linha Vermelha e a Vila Expressa Baía de Todos-os-Santos. Em parceria com a Odebrecht, a OAS conquistou a concessão por 25 anos das estradas que ficam no entorno do Polo Industrial de Camaçari por meio da Invepar, empresa qual é sócia junto com fundos de pensão.

A OAS disse que venceu a licitação "com base em suas propostas técnicas e na qualidade dos serviços que executa". Já o ministro Jaques Wagner informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que Manoel Ribeiro foi uma opção técnica para acelerar as obras no Estado, pois tinha experiência na área e na iniciativa privada. Não é o que parece...

da Redação

                                                      https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política