Carta ao “Lula-lá”

"Meu caro Lula-lá,

Você, por um remotíssimo acaso, já se submeteu a uma junta ISENTA de psiquiatras renomados para proceder a uma completa avaliação mental?

Creio que não. Porque se o fizesse, seguramente que não o deixariam sair da clínica (seja ela qual fosse, desde que integralmente ISENTA de qualquer manipulação escusa e em seu favor).

Sabe (usando seu grotesco padrão verborrágico), você possui sinais claros de megalomania e de crítica alienação. De tanto repetir seu asqueroso e mentiroso discurso, convenceu-se deste e, perturbado com tal constatação de uma falsa realidade, acredita piamente em suas mentirosas elucubrações, a ponto de não mais distinguir entre realidade e fantasia.

Isto - não se preocupe - é comum em maníacos compulsivos, i.e., acreditar em fantasias repisadas à exaustão e, por consequência lógica, assimiladas (por cérebros frágeis e enfermos) como verdades insofismáveis.

Vá se tratar, meu caro, e viva feliz!

Já roubou o suficiente para viver confortavelmente com os seus - aliás muito bem treinados no "ofício"; parabéns!"

(Texto de Juan Koffler)

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários