Ex-governador Ricardo Coutinho dá azar e pode voltar para o xilindró esta semana

Ex-sindicalista, ex-dirigente da Central Única dos Trabalhadores, ex-petista e atualmente integrante do PSB, o ex-governador da Paraíba foi preso no dia 19 de dezembro do ano passado.

Sua prisão preventiva foi decretada no âmbito da Operação Calvário, por desvio de R$134,2 milhões dos cofres públicos do estado.

Dois dias após a sua prisão, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que concedeu a ordem de habeas corpus.

Porém, a questão da prisão agora será julgada por uma das turmas do STJ.

Para azar de Coutinho, o seu caso caiu para a 6ª turma.

O colegiado é integrado pela ministra Laurita Vaz, a relatora, e pelos ministros Sebastião Reis Júnior, Schietti Cruz, Nefi Cordeiro e Antônio Saldanha Palheiro.

A turma é tida e havida como “linha dura”.

A relatora, inclusive, tem sido intransigente com os crimes que envolvem corrupção, tendo negado todos os pedidos de soltura.

Parece que a sorte de Ricardo Coutinho está lançada. Provavelmente, a “má sorte”.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários