Para um esquerdista todas as mortes são "válidas", exceto uma: a Legítima Defesa

Desde a tortura, estupro e assassinato da família Romanov na Revolução Russa de Lênin até o assassinato de Celso Daniel na era das trevas lulopetista, sabemos que esquerdista adora matar.

E esquerdista mata de todos os jeitos. Mata no paredón. Mata bebês no ventre. Mata dissidentes. Mata por fome. Mata com drogas. Mata idosos. Mata com atos terroristas.

Porém, há um tipo de morte que o esquerdista não tolera: a morte de bandidos.

Ver um cidadão honesto cancelar, em legítima defesa, o CPF de um vagabundo, magoa profundamente o esquerdista.

A eliminação de tudo o que é bom, belo e probo está na essência do esquerdista, assim como a eliminação do que não presta está na essência do direitista. Essa é a grande diferença.

É por isso que esquerdista protege pedófilo, e direitista quer sua morte; assim como esquerdista protege abortista, e direitista quer ver o assassino na prisão.

(Texto de Marco Frenette)

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários