Atrizes lacradoras do "EleNão" reaparecem em defesa de jornalista e são massacradas por Vereza (veja o vídeo)

As infames lacradoras voltaram, agora em grupo bem mais diminuto.

São apenas meia dúzia. Exatamente, só seis lacradoras restaram.

Certamente, esse deve ser o “canto do cisne” dessa galera infame, que se calou quando José de Abreu atacou de maneira vil uma colega consagrada, Regina Duarte.

Coube ao inigualável Carlos Vereza desmoralizá-las, com um texto extremamente sincero, justo e verdadeiro.

Leia o texto do ator e, na sequência, caso tenha estômago, veja o filminho das meninas lacradoras.

“As colegas lacradoras fizeram um filminho horrorizadas com a piada de mau gosto do presidente.
Tudo bem. Concordaria se as mesmas tivessem feito, antes, outro filminho, quando o bravo cuspidor despejou as maiores barbaridades contra Regina Duarte e as mulheres, em geral.
Os mimimi delas é seletivo. De esquerda.
Viraram o rostinho pro lado, e depois de ninguém-largar-a mão-de-ninguém, foram conferir as mensagens revolucionárias em seus iPhones de resistência: creio que já é o 11. Ou o 12?
Bom seria se o caráter evoluísse como os iPhones. Em ordem crescente.
Mas, não. Estacionaram nos antolhos partidários.
Suas sinapses, entediadas, cessaram de irrigar neurônios que desistiram de raciocinar, e sonambulizaram-se, para não ter que comentar sobre a veia poética de lula, que as classificou, num momento de rara inspiração, de mulheres de grelo duro.
Pura poesia.”

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários