Ciro, insano e infame, admite que no lugar de Cid também usaria a retroescavadeira como arma (veja o vídeo)

Há poucos dias, Ciro Gomes foi flagrado bêbado numa briga de boteco. Outras situações grotescas inundam a trajetória desse elemento malfazejo, inútil.

Então, quando o irmão, louco e criminoso, avança com uma retroescavadeira sobre uma multidão de policiais e familiares, instado a se manifestar, Ciro aprova.

Não poderia se esperar outro posicionamento dessa figura bizarra e periculosa.

E pior, o débil Ciro ainda justifica a atitude do irmão e pondera "vamos nos por no lugar dele".

“Ele avisou que ia pra lá para restaurar a ordem, em paz, desarmado. E tentou tudo. Antes daquilo ele levou um soco no rosto. Estava com um megafone, não estava com arma nenhuma. Ele é um senador da República, que tem o direito de ir e vir (…)”.

E complementou o delinquente:

“Eu quero saber se eles acham que fascismo se enfrenta com flores, nós aqui vamos enfrentar com a arma que for necessária”.

Fascismo na realidade é fazer o que Cid fez e Ciro apoia. É se achar com autoridade para invadir área militar e atropelar pessoas com um trator.

Os tiros que derrubaram Cid é que efetivamente combateram o fascismo.

Veja o vídeo:

Otto Dantas

Articulista

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários