Adnet diz absurdo que "grande imprensa elegeu Bolsonaro" e leva resposta contundente de Adrilles (veja o vídeo)

O humorista e ator Marcelo Adnet, em entrevista a Folha de S.Paulo, explicou a sua relação com o carnaval, no qual pela primeira vez tornou-se compositor de uma samba-enredo, entoado pela escola de samba São Clemente, do Rio de Janeiro.

O tema do samba-enredo criado por Adnet foi “fake news”. O ator que é formado em jornalismo, acredita que a classe vem sendo atacada sem necessidade.

“O jornalista saiu de um lugar de conforto e está apanhando pra caramba. Está sofrendo uma pressão desproporcional, antidemocrática e muitas vezes criminosa. [...] É uma pena, mas a gente precisa ser forte. Não podemos sucumbir a isso”, disse Adnet.

Além disso, o humorista afirmou que a grande imprensa ajudou a eleger o presidente da República, Jair Bolsonaro.

A entrevista repercutiu bastante e foi pautada para discussão no programa Morning Show, da Jovem Pan. O jornalista e analista político Adrilles Jorge, que faz parte da bancada do programa, explicou com exatidão o que acontece na extrema imprensa e criticou o comentário de Adnet.

Adrilles diz que o ator foi infeliz no comentário sobre a imprensa e satirizou o fato de Adnet ter dito que a eleição de Bolsonaro se deu devido a ajuda da grande imprensa brasileira.

“Ele faz um caldo de misturas de mentiras, de inverdades ou de distorções da realidade, que infelizmente fazem essa entrevista não ser uma das melhores dele - que é um grande humorista - e deveria primar pela sabedoria, como grande Bobo da corte que é”, cravou Adrilles.

O jornalista ainda reiterou que a chegada da redes sociais incentivou a democratização das pessoas, que antes enxergavam apenas o que a grande mídia permitia ver.

Agora, porém, a sociedade pode escolher o que acha mais coerente e filtrar da maneira que achar melhor.

Confira:

da Redação

Comentários