Dória, o governador flex

Em sua conta no Twitter esse boneco de cera criticou o Presidente Bolsonaro por supostamente apoiar as manifestações populares convocadas democraticamente em todo o Brasil para o próximo dia 15 de março.

O Governo Federal não pode trabalhar pois está refém do Congresso e do STF. Alguém duvida?

Mas esse mesmo Governo Federal tem base popular ampla, sólida, atenta e participativa.

E todos sabemos é que esse governador vaselina está de olho é em 2022, no delírio de querer ser presidente.

No seu devaneio esse cavalheiro está de mãos dadas com a escória da velha política para o fim de tentar desgastar o Presidente.

Tanto que anda fazendo trenzinho com a Globo, Gilmar Mendes, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre - os bichos da banha. Demagogo.

O que o Brasil precisa é de menos maquiagem, menos traíras, menos botox, menos aproveitadores oportunistas baratos e chinelões. E menos cacos a rapinar o erário.

O vínculo de Dória com o elástico o faz um autêntico flex enrustido. Tal qual uma meretriz desonrada, vai a serviço do gigolô mais rentável. Pouco importa se o programa é de alto risco, promíscuo ou de fácil contaminação. Não mede consequências a serviço do seu delírio.

Um mau líder incoerente que não engana mais ninguém.

Um dirigente rampeiro. Um arrivista de carreira.

Seu “negócio” nunca foi o Brasil.

Sua alma é púrpura, encardida da cor do pecado.

E pode se preparar, junto dos irmãos metralha com quem anda de mãos dadas: a paulista e o Brasil vão tremer no dia 15.

E agora já que essa escória não quer a mobilização popular; aí é que o povo vai querer!

Cada palavra dessa gente contra o ato público, serão mais centenas de milhares de brasileiros do bem e de bem nas ruas e praças públicas.

Se segura, malandro!

Ou melhor: se segurem, malandros!

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários