Bolsonaro responde a mais nova e ridícula tentativa de criar clima para impeachment

Coube a jornalista Vera Magalhães dar o “furo”.

Segundo ela, o presidente Jair Bolsonaro teria enviado vídeo pelo WhatsApp convocando para o que ela chamou de “ato anti-Congresso”.

Eis o que ela postou no site BR Político, com a tarja “exclusivo”.

“O presidente Jair Bolsonaro está disparando de seu celular pessoal um vídeo em tom dramático que mostra a facada que sofreu em 2018 em Juiz de Fora para dizer que ele ‘quase morreu’ para defender o País e agora precisa que as pessoas vão às ruas no dia 15 de março para defendê-lo.
O ato do dia 15 está sendo convocado por movimentos de direita em defesa do governo e contra o Congresso Nacional.
No texto que envia juntamente com o vídeo, o presidente escreve:’- 15 de março.– Gen Heleno/Cap Bolsonaro.– O Brasil é nosso,– Não dos políticos de sempre’.”

Nada mais deprimente.

A resposta do presidente foi curta e grossa:

“Tenho 35 milhões de seguidores em minhas mídias sociais (Facebook, Instagram, YouTube e Twitter) onde mantenho uma intensa agenda de notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional.
Já no Whatsapp tenho algumas poucas dezenas de amigos onde, de forma reservada, trocamos mensagens de cunho pessoal.
Qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República.”

O que essa gente ainda não entendeu é que Bolsonaro conta com uma força extremamente poderosa: apoio popular.

Como ficou demonstrado neste final se semana em Guarujá e como certamente ficará evidenciado no dia 15 de março.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários