Governador petista pede arrego a Bolsonaro e Sérgio Moro

A crise na Segurança Pública do Ceará é culpa direta do governador petista Camilo Santana.

Um gestor incapacitado, arbitrário e alheio aos problemas e injustiças cometidas contra os profissionais do setor, ao longo do tempo, num estado, há décadas, governado pela esquerda.

O antecessor de Camilo foi ninguém menos do que o maníaco da retroescavadeira. Cid ficou 8 anos no poder.

Enfim, o resultado não poderia ser outro.

Assim, num ‘relampejo’ de coerência e sanidade ou, talvez, por estar completamente sem saída, Camilo acaba de novamente pedir arrego ao Governo Federal.

Na semana passada, Bolsonaro editou decreto para Garantia da Lei e da Ordem no Ceará, autorizando o emprego de homens do Exército na segurança. Esse prazo, porém, se encerra nesta sexta-feira, 28.

Camilo Santana já pediu ao governo federal a prorrogação da permanência das Forças Armadas no estado para ajudar a controlar a crise na segurança pública.

É a segunda vez que o Governo Federal socorre o petista, um gestor insensato e totalmente incompetente.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários