TCE

Witzel viaja com dinheiro público, gazeteia compromisso e prejudica o Rio de Janeiro

Na sexta-feira, 28, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que está em viagem aos Estados Unidos (EUA), chegou à uma reunião na Câmara de Comércio do país um pouco depois do horário marcado.

Ainda dentro do carro que o levou ao local em Washington, ao saber que apenas 6 pessoas o aguardavam para ouvi-lo, o governador decidiu não comparecer.

O evento programado era um café da manhã com analistas e investidores de algumas empresas americanas.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Rio de Janeiro, Lucas Tristão, foi então escalado para representar Witzel na reunião. Após isso, sobraram apenas cinco pessoas.

Lucas Tristão foi no lugar de Witzel e discursou por cerca de uma hora e não deu explicações sobre o não comparecimento do governador.

Witzel deixou esperando desde às 8h, representantes das empresas AmCham, Exxon, UnitedHealth Group (Amil), RELX, Patri, e Apple, e foi embora antes de o secretário começar a palestra.

Segundo informações a explicação para pequena quantidade de presentes no local foi porque o evento estava marcada para uma sexta-feira, dia considerado inapropriado para esse tipo de evento.

De qualquer forma, 6 executivos de alto nível compareceram e foram ignorados pelo governador. Atitude inaceitável e pouco inteligente.

Segundo a assessoria de Witzel ele "precisou ir mais cedo para o aeroporto por conta de compromisso em Nova York".

O tempo de voo entre Washington e Nova York é de cerca de uma hora e o engraçado é que o secretário também tinha que viajar à cidade.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários