CBF acaba com a farra da Rede Globo

A Globo sempre fez o que bem entendeu.

Por dinheiro, prejudicou a nossa seleção.

Na Copa de 2014, pelos menos dois fatos podem ser lembrados.

Duas cenas lastimáveis são contadas pelo site R7:

“Luciano Huck invadindo o gramado, depois de os jogadores estarem aquecidos para um treinamento importante. O apresentador estava acompanhado com um deficiente, de história pessoal terrível.
Huck acabou com a preparação física e psicológica dos atletas, que estavam focados no treino.
Depois, o cantor Mumuzinho, que trabalhava como 'repórter' do extinto programa "Esquenta", invadiu o campo no primeiro coletivo da Seleção.
Motivo?
Abraçar Neymar, que se preparava para cobrar um escanteio.
Felipão assistiu a tudo envergonhado, sem poder fazer nada.”

Tudo isso agora fica no passado. A parceria absoluta acabou. A CBF agora está investindo na CBF TV.

Para tanto, a entidade acaba de contratar o executivo Eduardo Zebini, oriundo da Fox Sports, que deverá trabalhar na coordenação das transmissões de competições, jogos e treinos. Tudo envolvendo a Seleção Brasileira, com a própria CBF TV gerando as imagens para ter mais lucro.

A missão do novo contratado é deixar a CBF totalmente independente da Globo, inclusive no que pertine a Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Supercopa do Brasil.

O baque para a Globo é sem precedentes.

Um gigante desmorona...

Fonte: R7

da Redação

Comentários