Carioca, agora na Record, afirma que foi boicotado na Globo por ser de direita (veja o vídeo)

O humorista Márvio Lúcio, o Carioca, que nesta quarta-feira (4) causou polêmica, imitando o presidente Jair Bolsonaro e satirizando a extrema-imprensa, em recente entrevista ao jornalista e Youtuber Rica Perrone, falou sobre toda a sua trajetória no rádio e na TV.

O humorista trabalhou por 22 anos na Jovem Pan com o programa ‘Pânico’ e fez parte do elenco da atração que participou também na televisão em emissoras como a RedeTV e Bandeirantes.

Em 2018 assinou contrato com a Rede Globo e permaneceu até 2019 na emissora.

Apesar de falar que não se arrepende de ter trabalhado Globo, Carioca confessou que foi ‘boicotado’ por colegas de emissora devido sua opinião política.

“Teve gente lá dentro [da Globo] que me boicotou mesmo, de pedir para as pessoas não me darem entrevistas. Eu descobri isso porque quatro pessoas vieram me falar”, disse o humorista.

Márvio Lúcio ficou conhecido por suas imitações e pelo seu jeito engraçado de ser. O motivo de não ter emplacado na Globo foi meramente ideológico. Ali dentro existe um "clube", quem não se encaixa e não segue a linha ditada, é escanteado.

É lamentável!

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários