Disposta a passar vergonha, repórter da Folha entra com ação contra Bolsonaro

A jornalista Patrícia Campos Mello impetrou ação indenizatória por Danos Morais contra o presidente da República Jair Bolsonaro.

Segundo texto da ação judicial, as “mentiras” de Hans na CPMI foram imediatamente difundidas através das redes sociais e, dias depois, ganharam enormes proporções após a fala do presidente.

Ou seja, a jornalista definiu como “MENTIRA” o que foi relatado por Hans River sob juramento.

Entretanto, vê-se uma frenética movimentação da esquerda no sentido de impedir que Patrícia seja convocada para comparecer na CPMI. Qual o temor?

Quanto a ação contra o presidente parece ser uma medíocre aventura jurídica.

Os advogados alegam que o presidente desferiu uma ofensa de cunho sexual. Bolsonaro nega. Diz que se referia ao “furo” jornalístico.

Patrícia também aciona o próprio Hans River. Seria interessante que solicitasse uma acareação.

Até aqui, tudo o que Hans River disse, ressalte-se, sob juramento, vem se comprovando como verdadeiro.

Otto Dantas

Articulista

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários