Até hoje Bolsonaro não sabe quem pagou o batalhão de advogados de Adélio. Entenda o que isto significa...

Que ninguém se iluda. As mesmas forças que mandaram matar o então candidato Jair Bolsonaro e impediram que ele vencesse no primeiro turno, não desistiram de tentar derrubá-lo a qualquer preço.

Reparem bem. Até hoje o Presidente da República não conseguiu saber quem pagou os advogados caríssimos de Adélio Bispo, nem quem foi o responsável pelo registro fraudulento, no Congresso Nacional, da entrada de Adélio no dia do atentado, quando o ex-psolista – que JAMAIS agiu sozinho – estava em Juiz de Fora. Um álibi?

Por aí já se vê que se trata de um complô, com tentáculos poderosos no Judiciário, no Legislativo, nas instituições aparelhadas e na grande imprensa, que ataca diariamente o Presidente, sua família e seu governo.

Mais do que nunca o Presidente Bolsonaro precisa do nosso apoio, para que possa conduzir o Brasil no rumo certo.

Está em nossas mãos o destino deste país que continua dominado por um establishment corrupto que, durante mais de duas décadas, produziu bilionários com os juros subsidiados do BNDES, que tem um sistema financeiro que obteve lucros estratosféricos com informações confidenciais, que tem uma classe artística que bastava repassar a propina da Lei Rouanet para ficar rica, independentemente da qualidade de suas obras, e da nomenklatura, que escalou aos mais altos cargos por sua ideologia, não por competência.

A única coisa que esses golpistas tem medo, é do povo nas ruas. Dia 15 vamos apoiar o Presidente, que se deixasse roubar, seria considerado pelos traidores da pátria o melhor presidente do Brasil.

Que Deus proteja o Brasil de tanto mal.

E proteja nossas crianças e nossos jovens.

Amém.

Lucia Sweet

Jornalista

Comentários