Pressão nas redes faz a Globo cancelar outra insanidade: a série sobre goleiro Bruno

A Rede Globo vive um momento de decadência, como nunca enfrentou em toda sua história.

A emissora está atordoada com a perda crescente de dinheiro e de audiência.

E parece que está disposta a qualquer coisa para tentar a recuperação, diante dos grandes prejuízos sofridos com a chegada das redes sociais e a popularização da internet.

O público descobriu a verdadeira face ideológica da Globo e detectou os seus alinhamentos macabros.

O próprio documentário sobre Marielle Franco, a vereadora psolista do Rio de Janeiro que foi assassinada em 2018, soa como uma iniciativa desesperada por audiência e outros interesses inconfessáveis.

Outro exemplo seria a série sobre o goleiro Bruno Fernandes, mandante do assassinato da mãe de seu filho, Eliza Samúdio, em 2010. Até hoje não foram encontrados os restos mortais de Eliza.

É a tentativa de utilizar crimes para alcançar picos de audiência. Mas parece que o tiro saiu pela culatra e devido a grande pressão popular, a Globo resolveu cancelar a tal série sobre Bruno.

Inclusive chegou ao ponto de a mãe de Eliza Samudio, Sônia Fátima, vir a público e desabafar sobre a inconsequente produção da emissora.

“Existe a conversa de que vão fazer. Mas, até então, ninguém me procurou. Ninguém da Globo. Mesmo que procure, está fora de cogitação isso aí. Eu não vou permitir que eles façam essa série”, disse a mãe de Eliza.

A vergonhosa iniciativa não deveria nem ter sido suscitada.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários