Andréia depõe e Olarte volta ao banco dos réus nesta sexta-feira

O pastor Gilmar Olarte, marionete do golpe político perpetrado em Campo Grande (MS), volta ao banco dos réus nesta sexta-feira (22).
Sua esposa, Andréia Zanelato Olarte, também implicada em diversas situações que estão sendo investigadas pelo Gaeco e pela Polícia Federal, hoje depõe apenas como testemunha de defesa do marido.
Também eram esperados Nelsinho Trad e Rose Modesto, mas ambos conseguiram protelar os seus respectivos depoimentos para datas posteriores.
Gilmar Olarte, que ficou um ano e cinco meses a frente do executivo de Campo Grande, quando promoveu uma verdadeira barbárie nos cofres públicos municipais, responde nesse processo por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.
Além do casal - Gilmar, réu e Andréia, testemunha - devem comparecer para depor as seguintes pessoas: o vereador Cazuza (PP), Fabrício Amaral, Ricardo Freitas, Ismael Faustino, Walter Pereira, Valdir Pereira, Sebastião Vieira e Joacir Pereira.
Olarte responde por suposto uso de cheques para financiar a cassação do prefeito Alcides Bernal. Uma das testemunhas, Edmundo de Freitas, disse no primeiro dia de depoimento, em novembro de 2015, que trocou R$ 240 mil em cheques para o então vice-prefeito, com promessa de obtenção de vantagem.
Edmundo disse que Ronan Feitosa e Olarte intermediariam serviços para ele com empreiteiras e que levaram cheques de terceiros para ele trocar. “Ficaram saldados três cheques de R$ 4 mil e outros 13 voltaram, deixando uma dívida de R$ 240 mil”, disse o empresário, chorando à época.
da Redação
 
                                                https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça