Morre Gustavo Bebianno

O ex-secretário geral da Presidência e pré-candidato a prefeito do Rio, Gustavo Bebianno, morreu esta manhã após um infarto fulminante, aos 56 anos.

Foi dele a manobra para arrancar a candidatura de Bolsonaro do nanico Patriota e levá-la ao PSL de Luciano Bivar.

O êxito lhe garantiu a vaga de presidente interino do partido e culminou com a sua nomeação para o primeiro escalão do governo, com gabinete no Palácio do Planalto.

Depois briga interna, inclusive com os filhos do presidente , foi demitido do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência em 18 de fevereiro do ano passado, acusado de traição.

Ultimamente guardava bastante amargura e ressentimento do presidente e vinha tentando de todas as formas prejudicar o governo.

Que Deus o tenha.

da Redação

Comentários